sexta 18 abril 2014 . 19:35 . Atualizado às 19:04

plus/TV

RSS

A vilã contará a verdade em detalhes ao marido e vai cuspir no rosto dele

[ i ] Aline (Vanessa Giácomo) confessará a César (Antonio Fagundes) que sempre teve nojo dele Foto: Divulgação Aline (Vanessa Giácomo) confessará a César (Antonio Fagundes) que sempre teve nojo dele

Rio de Janeiro – César (Antonio Fagundes) voltará a enxergar nos próximos capítulos de ‘Amor à vida’. Um dia, ao acordar, o ex-presidente do San Magno começa a ver o contorno de luz e sombra. Eufórico, ele grita: "Félix, Pilar, eu estou enxergando!".

Lutero (Ary Fontoura) destaca que ele está começando a se desintoxicar do produto que Aline (Vanessa Giácomo) lhe dava diariamente em doses cavalares.

O médico, então, pede para chamarem Eron (Marcello Antony) porque quer que ele marque uma visita à mulher. Todos ficam perplexos, mas o médico avisa que é necessário.

Paloma (Paolla Oliveira) e Félix (Mateus Solano) querem acompanhar o pai, mas ele só quer que o advogado vá com ele.

Na cadeia, ao ficar cara a cara com a vilã, algemada, César dispara: "Aline, preciso compreender porque você fez tudo isso comigo. Estou voltado a enxergar aos poucos, mas, aqui dentro de mim, eu não consigo melhorar, porque não entendo o porquê de ter me tratado tão cruelmente. Sei que você me amava pelo menos durante certo tempo. Preciso saber o que aconteceu, porque agiu assim", indaga o médico.

Aline, então, mostra a sua verdadeira faceta. "Você quer a verdade? Tem muitas coisas que ficaram aqui entaladas na minha garganta. Eu tinha um plano. É, um plano de vingança. Vou te dizer a verdade, César, só que vou avisando: Você vai ter grande surpresa", diz a vilã.

A ex-secretária diz que o marido deve saber que ela é sobrinha da Mariah (Lúcia Veríssimo).

"Realmente,  isso já não é novidade para mim. Lamentei muito em saber que ela foi morta e enterrada no quintal da casa em que morávamos", afirma o médico. "Agora eu sei que foi um plano, agora eu sei, seu e da Mariah, não é? Mas por que você fez isso comigo? Roubou meu dinheiro, me cegou. Só não entendo por que agiu assim com tanta crueldade comigo. Não pode ter sido só pelo dinheiro", constata o médico.

Sarcástica, Aline diz que é ela que não entende por que é difícil para ele compreender.

"Tudo começou por causa do acidente", dispara a megera. O médico fica sem entender e ela explica. "O acidente que aconteceu quando era pequena, estava eu minha mãe e tia Mariah no carro. A tia foi brecar e o carro não parou", relata a golpista.

Nesse momento, entra um flashback de 25 anos atrás. "Ainda ouço o grito da minha mãe, o barulho da batida, aquele acidente matou a minha mãe", afirma Aline. "Mas eu não provoquei nenhum acidente", defende-se César.

Aline não acredita na inocência do marido. "Provocou. Tia Mariah me criou nem sei como. Era bailarina, não podia mais dançar, mal podia andar. Fez operações a vida toda. A última foi pouco antes de ir lá para casa. Ela fingiu se chamar Marina. Ela gastou tudo para me sustentar. Cresci com ela contando o amor que tinha por você e sobre seu egoísmo. Você tirou a Paloma da minha tia", brada.

César explica: "Ela queria dançar no exterior e levar a menina. Eu a obriguei a me entregar Paloma, fiquei com medo de nunca mais vê-la". "Ela nunca se conformou de perder a filha, a dança e você", diz Aline.

O médico garante que não sabia nada sobre o acidente até pouco tempo atrás, quando Paloma lhe contou. "Deve ter sido quando viajamos para reconstruir o casamento com Pilar. Ela descobriu que Paloma era minha filha, quis se separar. Mas eu nunca provoquei acidente", afirma o doutor.

A megera manda que ele não minta. "A polícia descobriu que os freios foram cortados e não achou culpado. Minha tia tinha certeza  disso, que você mandou cortar os freios. Ela não denunciou, tinha medo. Quando cresci, fiquei bonita e armamos um plano de seduzi-lo, tomar seu dinheiro, te destruir", garante Aline.

César pergunta o porque de deixá-lo cego. "Você tirou a carreira da minha tia, me tirou a minha mãe, e eu tirei sua visão. Foi uma troca justa", dispara. "Não foi, porque eu nunca provoquei o acidente. Você tem que acreditar", pede César.

A mulher do médico conta que Mariah colocou em dúvida a responsabilidade dele no acidente. "Ela quis voltar atrás, nos brigamos e ela acabou morrendo. Ninho a matou. Seja como for, aconteceu. O que importa agora, a vingança está pronta. Tenho uma boa parte do seu dinheiro escondida", revela Aline.

Desolado, César quer saber do filho que tiveram juntos. "Sabia que era a única maneira de você largar Pilar. Precisava desse filho", diz, fria. Após ter todas as cartas na mesa, César ainda suspreende: "Aline, nós esclarecemos tudo, mas o sentimento foi de verdade. Eu sei que você me amou e eu te amava tanto, por isso quis te matar. Sempre traí e você me traiu. Mas eu te perdoo".

Aline fica surpresa. César continua. "Foi um engano. A paixão que tenho por você é mais forte que tudo. Volta para mim. Eu chamo os melhores advogados para te tirar da cadeia. Volta! Eu daria tudo no mundo para te beijar, sentir seu corpo", afirma o médico, aproximando-se da mulher.

A megera o repele. "Não se aproxime, velho babaca, nojento. Tenho nojo das suas mãos, nojo! Desde a primeira vez que me tocou. Eu ia para cama com você e tinha vontade de vomitar", dispara Aline. César se choca: "Você mentiu o tempo todo, Aline!".

A golpista, então, dá a facada final. "Eu sempre tive nojo e ele é maior agora. É isso que tenho para você. Toma", diz a vilã, cuspindo na cara de César.

O médico fica paralisado, começa a enjoar, ter uma forte dor de cabeça e cai no chão. Trata-se de um AVC hemorrágico.

César é levado rapidamente ao hospital, onde é operado. Os médicos colocam um dreno em seu cérebro para diminuir a pressão intracraniana.

Os familiares vão ao hospital. Preocupado, Félix pergunta ao cirurgião André (Eriberto Leão) quais são as chances de César.

"O quadro dele é grave. Se sobreviver, terá sequelas na parte motora, sobretudo na parte direita do corpo", avisa o médico.

César volta para a mansão de Pilar (Susana Vieira) de cadeira de rodas, sem movimentos no lado direito.

No D24am.com, você pode comentar também a partir das redes sociais mais populares. Você só precisa logar-se na rede de sua preferência. Todos os comentários serão moderados pelo D24am.com

Serão rejeitadas mensagens que desrespeitem a lei, apresentem linguagem ou material obsceno ou ofensivo, sejam de origem duvidosa, tenham finalidade comercial ou não se enquadrem no contexto do d24am.com. A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores.