quarta 16 abril 2014 . 23:48 . Atualizado às 23:00

plus/Gourmet

RSS

Promovido para atender um público máximo de 30 pessoas, o principal objetivo do curso é orientar e qualificar quem deseja trabalhar na área.

[ i ] Curso de culinária formou vendedores de café da manhã regional. Foto: Patrícia Correia Curso de culinária formou vendedores de café da manhã regional.

Manaus - Após 5 dias de muita aprendizagem, chegou ao fim na noite desta sexta-feira (23), o primeiro curso de Café da Manhã Regional promovido pelo Programa Social e Ambiental dos Igarapés de Manaus (Prosamim) juntamente com a Secretaria Municipal de Trabalho e Desenvolvimento Social (Semtrad) e a Associação  dos Moradores do Parque Residencial Manaus Quadra 3 (Ampare). Promovido para atender um público máximo de 30 pessoas, o principal objetivo do curso é orientar e qualificar quem deseja trabalhar na área.

Para conseguir que o curso seja ministrado no Escritório de Sustentabilidade Social do Prosamim, localizado entre as ruas Ipixuna e Ramos Ferreira, no Centro,  a comunidade precisa mostrar que está realmente interessada e que tipo de curso necessita. Segundo psicóloga Maria Mercedes Senna, que trabalha há 4 anos no local, esses cursos também pretendem gerar renda.  

Durante toda a semana, os participantes aprenderam, entre outras coisas, a fazer recheios e quitutes do café regional, como a famosa tapioca com creme de tucumã e queijo. Outros pratos apresentados foram a panqueca de banana com calda de laranja, banana assada com queijo,  mingau de banana madura com castanha,  pão caseiro de mandioca, e pão caseiro de leite. Tudo isso para mostrar que a culinária regional ainda pode ser bastante explorada.

Casados há 5 anos, Ana Cláudia Lima, 38, e Roberto Almeida Preves, 47, possuem uma longa história com a culinária em geral, no entanto foi com o café da manhã que a vida do casal engrenou. Todos os dias, a partir das 4h15,  eles montam uma banca na Avenida Carvalho Leal (nas proximidades do Senai) e vendem aquilo que cozinham.

Para eles, participar do curso significa aprender e melhorar o atendimento a seus clientes. "Estou querendo aprender porque cada coisa que se aprende aqui  vai ser importante depois", contou Roberto, que disse  ter conquistado a esposa por conta de seus dotes culinários.

E quanto ao mito de que homem não foi feito para cozinhar, ele discorda. "Eu sei fazer muita coisa. O segredo é o tempero e uma pitada de amor, porque você tem que ter amor pelo que faz", brincou.

Ana Cláudia considera uma oportunidade única participar de um curso como esses e deseja aperfeiçoar seus conhecimentos na área. "Cada dia é um sucesso, é uma nova experiência. No momento queremos continuar trabalhando com isso", disse Ana. Os dois desejam ir além do café da manhã e investir em uma cozinha industrial.

"Nós trabalhamos dentro da necessidade de cada comunidade. As pessoas realmente quiseram aprender essas coisas simples que vão fazer a diferença no empreendimento delas" falou Sônia Sobreira, representante do Instituto Amazônia, que também é responsável pela execução do curso.

No mês de outubro, outros cursos serão colocados a disposição da população. Do dia 3 ao dia 7, acontecerá o curso de Culinária Regional. Já no dia 24, será iniciado o Curso de Drinks, que será dedicado a utilização de frutas regionais.

No D24am.com, você pode comentar também a partir das redes sociais mais populares. Você só precisa logar-se na rede de sua preferência. Todos os comentários serão moderados pelo D24am.com

Serão rejeitadas mensagens que desrespeitem a lei, apresentem linguagem ou material obsceno ou ofensivo, sejam de origem duvidosa, tenham finalidade comercial ou não se enquadrem no contexto do d24am.com. A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores.