quarta 23 abril 2014 . 12:58 . Atualizado às 12:36

notícias/Amazonas

RSS

Secretaria de Segurança Pública informou que, até outubro, foram registrados 667 ocorrências.

[ i ] João foi preso por suspeita de estuprar menina deficiente. Foto: Wenderson Costa João foi preso por suspeita de estuprar menina deficiente.

Manaus - A Polícia Civil registrou, das 15h de terça-feira até as 2h30 da madrugada de hoje, seis estupros em Manaus. Entre os casos, houve a prisão de João Malheiros Marques, 47,  na Rua Gaudêncio Ramos, no São Francisco, zona sul, por suspeita de ter estuprado uma adolescente de 13 anos, que apresenta problemas mentais. O suspeito foi levado à Delegacia Especializada em Proteção à Criança e ao Adolescente (Depca) e autuado por estupro de vulnerável.

Todas as vítimas são do sexo feminino e registraram o crime na  Depca e no 4º Distrito Integrado de Polícia (4º DIP). Os casos foram praticados nas zonas sul, leste e oeste.

A Secretaria de Estado de Segurança Pública (SSP) informou que, até o mês de outubro, foram registrados 667 casos de estupro em Manaus. No ano passado, durante o mesmo período, segundos as estatísticas ocorreram 560 casos.

De acordo com cabo da 3ª Companhia Interativa Comunitária (3ª Cicom) A. Muniz, a prisão de João ocorreu  depois que o pai da menina, a viu saindo de um beco. A vítima apresentava hematomas nos seios. Em depoimento, o suspeito negou ter violentado a adolescente.

Outro do caso  ocorreu na Rua União, na Compensa 1, zona oeste. De acordo com o Boletim de Ocorrência (BO) registrado no 19º DIP, a vítima foi uma criança de 5 anos. O suspeito foi identificado pela família apenas com ‘Elder’. Todos os crimes estão sendo investigados pela Depca.  
 
 

No D24am.com, você pode comentar também a partir das redes sociais mais populares. Você só precisa logar-se na rede de sua preferência. Todos os comentários serão moderados pelo D24am.com

Serão rejeitadas mensagens que desrespeitem a lei, apresentem linguagem ou material obsceno ou ofensivo, sejam de origem duvidosa, tenham finalidade comercial ou não se enquadrem no contexto do d24am.com. A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores.