quinta 24 abril 2014 . 12:08 . Atualizado às 11:23

notícias/Amazonas

RSS

Cerca de 500 mil pessoas devem passar pelo local para conferir as exposições de bovinos, caprinos, suínos, entre outras atrações.

[ i ] Expoagro teve início neste sábado (26), em Manaus. Foto: Nathalie Brasil Expoagro teve início neste sábado (26), em Manaus.

Manaus - A 38ª edição da Feira Agropecuária do Amazonas (Expoagro) teve início neste sábado (26) e segue até o próximo dia 4 de dezembro no Parque de Exposições Agropecuárias Dr. Eurípedes Ferreira Lins, localizado na Avenida Torquato Tapajós, zona norte de Manaus. Cerca de 500 mil pessoas devem passar pelo local para conferir as exposições de bovinos, caprinos, suínos, entre outras atrações.

Entre as novidades desse ano, está a "volta" do verdadeiro sentido da feira, conforme destacou o secretário de Produção Rural, Eron Bezerra. "A Expoagro passou muito tempo se importando apenas com o entretenimento, trazendo para cá grandes shows. Mas esse ano, queremos dedicá-la novamente aos negócios e a tecnologia", destacou Bezerra.

Segundo ele, foi preciso tomar várias medidas que fizessem com os negócios fossem o verdadeiro foco desta edição. A mais importante, de acordo com o secretário, foi a isenção do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) às máquinas e equipamentos para uso na produção, beneficiamento e transporte agrícola florestal e pesqueira que deverão ser comercializadas durante a feira.

Ainda de acordo com o secretário, a expectativa é de que mais de 30 milhões de reais sejam movimentados. Quanto ao entretenimento, o secretário ressaltou que o objetivo é fazer entretenimento de qualidade sem perder o foco das outras duas áreas bem mais importantes.

Oportunidades

Há 3 anos participando do evento, a micro-empresária Telma Pinho, 32, se diz satisfeita com oportunidade que tem de poder divulgar o trabalho realizado na floricultura, que há 2 anos é registrada como empresa individual. "Hoje eu tenho clientes que me conheceram aqui na edição do ano passado. Aproveito para divulgar e fazer novos clientes", afirmou ela.

A acadêmica do curso de Engenharia de Pesca da Universidade Federal do Amazonas (Ufam) Letícia Barros de Alencar, 27, também aproveitou para divulgar o trabalho realizado em salas de aula. Através do Programa de Educação Tutorial (PET), a aluna ajudou a desenvolver um patê de curimatá, o 'Kurimatê'. Segundo ela, a proposta é diferente e o objetivo é colocar a mercadoria no mercado.

No D24am.com, você pode comentar também a partir das redes sociais mais populares. Você só precisa logar-se na rede de sua preferência. Todos os comentários serão moderados pelo D24am.com

Serão rejeitadas mensagens que desrespeitem a lei, apresentem linguagem ou material obsceno ou ofensivo, sejam de origem duvidosa, tenham finalidade comercial ou não se enquadrem no contexto do d24am.com. A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores.