quarta 16 abril 2014 . 13:08 . Atualizado às 12:51

esportes/Fórmula 1

RSS

Com 30 milhões de euros anuais (R$ 67 milhões), o bicampeão mundial recebe 300 vezes mais do que o indiano Karun Chandhok, o último colocado do “grid” monetário da categoria.

[ i ] Felipe Massa recebe menos da metade do salário de Alonso, o mais bem pago do grid. Foto: Karim Sahib/ AFP Felipe Massa recebe menos da metade do salário de Alonso, o mais bem pago do grid.

Madri - O espanhol Fernando Alonso ganha mais do que o dobro do salário do brasileiro Felipe Massa na Ferrari, e é, disparado, o piloto mais bem pago da Fórmula 1 em 2010. Com 30 milhões de euros anuais (R$ 67 milhões), o bicampeão mundial recebe 300 vezes mais do que o indiano Karun Chandhok, o último colocado do “grid” monetário da categoria.

A informação foi publicada pelo jornal espanhol El Mundo, citando dados do Business Book GP, publicação que reúne dados econômicos sobre a Fórmula 1. No Brasil, a informação foi veiculada pelo site Uol Esporte. De acordo com o estudo, o salário de Felipe Massa é de 14 milhões de euros por ano, o equivalente a R$ 31 milhões, o que faz do brasileiro o terceiro mais bem pago do grid.

Massa só é superado por Alonso e por Lewis Hamilton, que ganha 16 milhões de euros. Atual campeão, o inglês Jenson Button também fica atrás de seu companheiro na McLaren, ganhando pouco mais da metade do salário do parceiro: 9 milhões de euros, no quarto lugar do ranking.

Essa verba não inclui o faturamento dos pilotos com a publicidade. E não reflete o desempenho dos pilotos na classificação do Mundial. Líder do campeonato, o australiano Mark Webber recebe “apenas” 4,2 milhões de euros, menos até do que o brasileiro Rubens Barrichello, 11º da classificação, que ganha 5,5 milhões de euros.

Rubinho ganha mais do que o dobro do alemão Sebastian Vettel, revelação da Red Bull que recebe 2 milhões de euros anuais, segundo o estudo. Mas, assim como Massa em relação a Alonso, fica bem atrás de seu maior rival. Michael Schumacher é o quinto mais bem pago, com 8 milhões de euros.

Vettel, por sua vez, é curiosamente superado por Jarno Trulli, que corre na estreante Lotus. O italiano, 22º no Mundial, ganha 3 milhões de euros e supera com folga o salário do alemão, que chega a ser apontado como um dos favoritos ao título, mas ganha a mesma coisa que Heikki Kovalainen.

Outra disparidade é o salário do alemão Timo Glock na Virgin. O experiente piloto soma 1 milhão de euros por ano, enquanto o seu companheiro Lucas Di Grassi ganha só 200 mil, cinco vezes menos do que o parceiro. O salário do brasileiro é o mesmo da dupla da Force India.

No D24am.com, você pode comentar também a partir das redes sociais mais populares. Você só precisa logar-se na rede de sua preferência. Todos os comentários serão moderados pelo D24am.com

Serão rejeitadas mensagens que desrespeitem a lei, apresentem linguagem ou material obsceno ou ofensivo, sejam de origem duvidosa, tenham finalidade comercial ou não se enquadrem no contexto do d24am.com. A responsabilidade pelos comentários é exclusiva dos respectivos autores.